Alerta para os usuários de piercing

Pessoas que usam piercings nos lábios estão mais propensas a ter as gengivas retraídas do que asque não usam. Este foi o resultado de um pesquisa realizada por cientistas da Universidade Federal de Ohio, nos Estados Unidos.
De acordo com a pesquisa, quanto mais tempo o piercing for mantido na região pior será para a saúde bucal, com doenças que causam a perda de dentes até uma série de outras doenças degenerativas.

Os resultados do estudo foram apresentados na conferência da Associação Internacional de Pesquisa Odontológica. Na ocasião, o cientista Dimitris Tatakis afirmou que a profundidade média da retração das gengivas em pessoas que usam piercings é superior ao dobro da profundidade média da retração daqueles que não usam. O professor Jimmy Steele, da Escola de Odontologia da Universidade de Newcastle, Reino Unido, disse que quem usa ou pensa em usar pirecing nessa região deveriam levar em consideração os resultados dessa pesquisa.
O professor Steele explica que o metal do piercing é friccionado contra a gengiva junto à parte mais fina dos dentes, fazendo-a retrair. Após esta retração, a gengiva nunca mais volta a crescer, o que causa dificuldades na limpeza. Por isto as pessoas ficam mais propensa a contratir doenças bucais. O professor ainda diz que o efeito é bem localizado, motivo que faz com que somente um ou dois dentes sejam afetados. Devido à localização dos piercings nessa região, a incidência maior dos dentes afetados são na parte da frente da boca.
De acordo com o professor Steele, o problema é maior para os usuários de longa data. O ato de tirar o adereço durante a noite combinado com uma boa limpeza bucal pode diminuir o risco de complicações. A Associação Odontológica Britânica alertou em 2003, por meio de um boletim, sobre os riscos do piercing nos lábios. De acordo com a Associação, o piercing na boca pode causar infecções e reações perigosas e possivelmente causar doenças que podem levar à morte.

Fonte: Estado de Minas – 30/03/2005